27 janeiro 2010

Design e Idéias

 

 

clip_image002

 

Com apenas sete anos de existência, o Studio Output, nascido em Londres, já possui uma carteira de clientes de dar inveja: Nokia, BBC, MTV, Coca-Cola, Paramount, Sony Playstation são apenas alguns deles.

Fundado em 2002 por Rob Coke, Ian Hamblenton e Dan Moore, o estúdio não considera ter um estilo próprio. Os fundadores acreditam que cada cliente possui uma necessidade especifica, criando, assim, um estilo próprio e apropriado para cada briefing.

Desafios

Este pensamento e a disposição de encarar desafios foram fundamentais para conseguir o primeiro grande cliente já em 2004: a casa noturna Ministry of Sound, de música eletrônica. O local passava por um período de mudanças e, com isso, estava perdendo seus clientes mais fieis. O desafio do Studio era desenvolver uma nova estratégia visual de comunicação para trazer o público de volta.

O novo visual criado pelo Studio Output para a Ministry of Sound foi uma grande mistura de estilos: composições com fitas cassete derretidas, letterings em 3D com estilos futuristas, ilustrações inspiradas na estética manual e tipografias brilhantes. Estes são apenas alguns dos elementos que fizeram do projeto um sucesso. A casa recuperou seus clientes e ainda se tornou referência em Londres.

O caminho estava aberto para a conquista de contas como BBC e Coca-Cola.

Personalização

Quando um cliente chega ao Studio com um briefing debaixo do braço, não sai da reunião sem ter passado todos os detalhes do projeto e suas necessidades.

Depois disso, a equipe se reúne e cria pelo menos três propostas; o cliente escolhe uma ou duas ideias. O Studio Output não vão muito longe com o projeto sem que o cliente esteja satisfeito. Só então partem para execução e finalização da proposta.

Ian acredita que o Studio só chegou onde está por respeitar a individualidade de cada cliente, desenvolvendo projetos com o foco nas necessidades específicas de cada um.

 

clip_image003

Por Paulo Ricardo Martins

Este artigo foi originalmente publicado em:

 http://blog.anhembi.br/site/

Nenhum comentário: