27 janeiro 2010

Elifas Andreato

 

Elifas Andreato é, sem dúvida, um dos mais importantes artistas gráficos do Brasil. Sua extraordinária história começa no interior do Paraná, onde viveu em condições miseráveis que o mantiveram um analfabeto até a adolescência. Antes de descobrir seu talento para as artes gráficas, Andreato foi operário e militante político perseguido pela ditadura. Um fato curioso é que ele, mesmo sem ter recebido uma instrução formal, chegou a ser professor de artes na USP.

Foi a partir dos anos 70, quando Andreato desenvolveu o projeto gráfico para a coleção História da MPB, que este artista passou a imprimir suas marcas na cultura brasileira, criando capas para LP´s de artistas como Cartola, Chico Buarque e Pixinguinha, entre outros. Estas capas caracterizavam-se pela diagramação revolucionária para a época que, segundo próprio Andreato hoje relata, eram feitos após rodadas de chope e de sinuca das quais ele participava em companhia dos compositores a quem ia retratar. Isso serviu para que o jovem paranaense conhecesse intimamente os artistas a quem estava retratando, imprimindo nelas a personalidade de cada um.

Desde o início de sua carreira foram mais de 500 capas. Atualmente, com a popularização dos CDs e outras mídias mais compactas, acabaram o romantismo e a liberdade que as dimensões do vinil proporcionavam. No entanto não teve fim o trabalho de Elifas Andreato que até hoje desenvolve projetos que pretendem captar, através de referências visuais, a essência da cultura brasileira.

 

Originalmente publicado em:

http://designteatro.wordpress.com/

Nenhum comentário: