05 novembro 2010

Semiótica – Estudo dos Signos

Olá! encontrei esse post muito bom no blog Choco la Design sobre semiótica, que é um assunto muito importante para quem usa a criatividade, e ela pode ajudar muito na criação, conceito ou mesmo inspiração na hora da criação de layouts.

Semiótica

A semiótica já existe há muito tempo, e foi muito utilizada na filosofia, história, ciências e no estudo de signos. A semiótica, também, como poucos conhecem essa parte da história, surgiu e ajudou muito na ciência e medicina, na observação de sintomas de doença psicológicas em pacientes. Seu nome específico lhe foi dado um tempo depois de sua descoberta, aonde era conhecida também como semiologia, porém recebeu o nome de Semiótica como termo geral para estudos de semiótica e signos.

O conceito de Semiótica é o estudo dos signos, e suas ações. Já o signo é entendido como aquilo que representa algo para alguém. Os signos, que podem ser objetos, símbolos, palavras, desenhos, e eles representam e transmitem alguma informação, ou várias informações, para nós.

escher Semiótica   Estudo dos Signos

Signo, Significante e Significado

No estudo de signos, temos também o estudo da Semiose, entendida como a ação dos signos. e temos também os conceitos da semiologia, que tem relação com 3 elementos: Signo, Significante e Significado.

O Signo , como disse representa alguma coisa para algo. O Significante é a parte material do signo, e o significado refere-se a parte do conceito que as pessoas tem sobre alguma coisa. Por exemplo a palavra “cadeira”, o significante dela seria a palavra escrita no papel, ou o som de alguém falando a palavra, já o significado seria a imagem mental do que cada um tem de uma cadeira.
A semiótica é divida em três escolas: semiótica Peirceana, semiótica Greimasiana, e semiótica da Cultura. Aprofundaremos mais em nosso artigo sobre a Semiótica Peirceana. A semiótica Peirceana teve sua origem no estudo de Charles Sanders Peirce (1839 – 1914). No estudo dessa semiótica, é entendido e estudado o conceito de signo de “qualquer coisa que representa algo para alguém”.

semiotica3 Semiótica   Estudo dos Signos

Teoria Triádica Do Signo

Ele desenvolveu, a partir disso, a teoria triádica do signo, aonde o signo tem que ser analisado e entendido, (signo ou representante) ou algo que o signo representa e suas relações com ele (objeto) e a representação que aquilo pode ter (interpretante). Pierce, agora tendo a teoria triádica e sua noção de signo e sua representação, criou um estudo, também triadico, de acordo com a classificação dos signos, e tendo em base a relação do signo consigo mesmo (primeiridade), com seu objeto (secundidade) e com seu interpretante (terceiridade).

Primeiridade: é ligada a qualidade, algo que falamos ou sentimos (sensações), independente de outras coisas, não tem relação ou referência com outra coisa. Por exemplo, entendermos a cor azul e sua “azulidade” sem remeter a nenhum sentimento ou lembranças que tivemos.

Secundidade: é ligada a existência, é algo existe em algum lugar, e tem uma relação com alguma coisa, já temos a relação de identificação de algo e o sentimento que esse algo remete para nós.

Terceiridade: ligada a lei, representamos e interpretamos o todo, ao nível simbólico. É a representação de algo com os nossos sentimentos, e agora com fator cognitivo, o estudo de semiose, do signo propriamente dito.

Fonte: Livro
PEREZ, Clotilde
Signos da Marca – Expressividade e Sensorialidade,
cáp. 4, Semiótica da Marca.

Tomara que vocês gostem!

Disponível em: http://chocoladesign.com

Nenhum comentário: